Arrepio Produções
FacebookInstagramWhatsAppTwitterYouTube

Notícias

Cineasta retorna à música com o projeto Sonora Fantasma

Quinta-feira | 8 de abril de 2021
por Romulo Carlos de Sousa

Compartilhe

Fotos: Rodrigo Fernandes (@ossadah)

Styling: Soraia Félix (@so_fm)

Sonora Fantasma é o novo projeto do fazedor de filmes e músicas Diego da Costa, que já passou por bandas do interior de São Paulo como Lazo Black, Nuvens Invisíveis e Mochila de Criança. Com o disco de estreia totalmente gravado e masterizado, o single que apresenta a banda na música alternativa nacional é a sensível 'O Provável e o Possível'.

Ouça o single de estreia aqui: https://tratore.ffm.to/sonoro-fantasma.

'O Provável e o Possível' condensa as principais referências do Sonora Fantasma, entre texturas de guitarras e sintetizadores. É uma canção doce, um passeio ora expansivo, ora introspectivo pelo indie, rock n’ roll e punk.

Influenciado pelo rock alternativo do final dos anos 90, início dos 2000, Sonora Fantasma traz nas texturas de guitarras e sintetizadores, um convite para imersão a sonoridades que despertam o lúdico.

Colagens, texturas, fragmentos, arte, possibilidades e a potência da imaginação de tempos esperançosos dão o tom do projeto. A capa do single de estreia é obra de uma collab entre Diego e Keila Martins do Portal Collage, inspirada em um trabalho da artista conhecida como Partnership.

A música conta com a participação de Pedro Iuá no sax.

Diego, em recente entrevista ao site Cabana da Música, falou sobre o single de estreia. "Tem uma letra muito profunda, que tem a ver com trabalhar o nosso estado de espírito, a nossa mente, para que não percamos as esperanças mesmo vivendo sem um governo e abandonados pela elite de rapina. É um chamado para criamos forças com aqueles que estão próximos e projetar outros futuros possíveis. O futuro não está dado, cabe a nós construí-lo, criá-lo".

O primeiro álbum intitulado ‘Adeus Mundo Véio’ foi gravado em Socorro (interior de São Paulo) no estúdio RBS e será lançado pelo selo Abbey Roça. Diego assina a produção ao lado de Rafael Sartori.

'O Provável e o Possível' também ganha videoclipe no dia 15 de abril, com muitas colagens e texturas. Ative o lembrete: https://www.youtube.com/watch?v=P9VXuxfGeck.

Sonora Fantasma é um artista verificado no Spotify. Siga a banda: sonora-fantasma-spotify.

Sonora Fantasma nas redes sociais

instagram.com/sonorafantasma

facebook.com/sonorafantasma

linktr.ee/sonorafantasma

Sobre o cineasta Diego da Costa

Diego da Costa é fazedor de filmes, músicas e também sócio da Pietà Filmes. “Os Caubóis do Apocalipse” (2018), seu primeiro longa, foi feito de modo totalmente independente, exibido e premiado em festivais. Fez carreira em circuito comercial e foi licenciado pelo Telecine e Canal Brasil.

“Selvagem”, seu segundo longa de ficção, teve sua Première no 42º Festival Guarnicê de Cinema (2019), recebendo 6 prêmios, incluindo o de melhor filme e melhor atriz, foi premiado como Melhor Filme do Público no 14º Festival Latino-Americano de São Paulo (2019); foi premiado como Melhor Longa Nacional no XV Panorama Coisa de Cinema pelo Juri de Cachoeira, Melhor Direção no 3º Cine Jaraguá do Sul, Menção Honrosa no 2º Palmacine (2019) e Melhor Filme da Mostra Humanidades 5º Santos Film Festival (2020), entre outros.

Desde 2008, ano de sua graduação em Midialogia na Unicamp, trabalhou em dezenas de filmes e séries brasileiras, recebendo os prêmios de melhor Captação de Som no 9º Festival de Conservatória e de melhor som no Festival Curta Santos de 2014.

Em abril de 2019 estreou a websérie “NipoBrasileiros” em parceria com a Fundação Japão e a Universidade Federal do Paraná. Websérie que recebeu o prêmio de Brave New Series no Seoul Webfest, um dos mais importantes festivais de webséries do mundo.

Dirigiu e produziu o premiado curta-metragem de ficção “Argentino” (2011), o documentário ficcional em três atos "Circo K" (2013) em parceria com Grupo Matula e a Boa Companhia e o documentário musical para televisão “A Plebe é Rude” (2016), Melhor Filme da Mostra Rock 5º Santos Film Festival (2020), uma coprodução com Doctela e Canal Brasil.

 

Fonte: Erick Tedesco/Tedesco Comunicação

 

Outras Notícias

© 2009-2019 - Arrepio Produções - Patos de Minas - MG
itsit.es