Arrepio Produções
iTSITES Tecnologia
FacebookTwitterYouTube

Resenhas

Review de CD - Hellish War: "Defender Of Metal"

Segunda-feira | 13 de novembro de 2017
por Diego Vinhal Murray

 

(2001 – Megahard Records/Nacional)

Banda formada em 1995 na cidade de Campinas/SP,eram um power trio no início e onde são totalmente os “Defensores do Verdadeiro Metal”!

Com mais de 20 anos de estrada, turnês europeias e 3 excelentes álbuns de estúdio e um ao vivo gravado na Alemanha na tour do álbum “Heroes Of Tomorrow”, o Hellish War é uma das bandas mais conceituadas, honradas, respeitadas e importantes do cenário do Heavy Metal Brasileiro.

Por ser um grande fã da banda, me sinto extremamente honrado em poder ter a oportunidade de resenhar esse explêndido e magnifico álbum dos caras que inclusive foi o primeiro Full Length da carreira da banda lançado em 2001 chamado “Defender Of Metal”,e não é só apenas o primeiro álbum da banda e sim um valioso e importantíssimo álbum do nosso cenário brasileiro. Enjoy It Headbangers!!!

Você sabe o que é Heavy Metal Tradicional? Se não, eu lhes apresento um dos melhores álbuns que levam o conceito e a ideologia ao pé da letra sobre o estilo sem nenhum perigo de desapontar os amantes!

O disco é uma obra prima do Metal brasileiro e totalmente fiel a proposta da banda e do estilo. O álbum possui um clima totalmente Heavy Metal Old School, ou seja, como deve ser feito nos moldes dos anos 80 e 90, a essência é uma coisa que é de deixar sem palavras!

Temos um álbum em que é praticamente impossível ouvi-lo pelas metades ou pular faixas durante a audição, pois, é aquele tipo de álbum em que você pega pra ouvir do início ao fim e do fim ao início, podem acreditar em mim não é exagero e sim a mais pura verdade!

Começando pelos detalhes,temos a dupla perfeita de guitarristas: Daniel Job e Vulcano,que tocam como se fossem almas gêmeas em seus belíssimos duetos e solos de guitarra bem centrados, feitos, melódicos e extremamente bonitos, com um feeling totalmente descomunal. Tive a oportunidade de vê-los somente uma vez em um festival em que eles tocaram e até hoje não sei descrever com palavras diante de um show fodido e perfeito e com certeza espero vê-los mais vezes.

Os riffs de guitarra são muito mais muito bem feitos e bastante criativos, com uma pegada totalmente Old Heavy Metal, onde ao se ouvir notamos grandes influências de bandas como Judas Priest, Iron Maiden, Helloween, King Diamond entre várias outras bandas que são ícones eternos do Heavy Metal, resumindo, a dupla de guitarristas são geniais. Os vocais de Roger Hammer são um detalhe ímpar no álbum de tão bons e bem feitos, Roger possui um timbre de voz magnifico, melodias super marcantes e linhagens de vocais que entram em nossas cabeças principalmente nos pré-refrãos e nos refrãos das músicas e pra sair é uma eternidade, mas quando o som é bom é sempre bom tê-lo grudado em nossas cabeças, fica uma coisa bastante prazerosa! (Rs)

Gustavo Gostautas também fez belas linhagens de baixo com uma pegada com bastante maestria e fraseados que também são bem marcantes nas músicas. A única crítica que tenho a respeito a esse explêndido material são as baterias de Jayr Costa, achei que ele fez uma linha bastante sem sal nas músicas, as vezes fica parecendo que ele não queria estar ali naquela banda e naquele posto de baterista, pois, diante de tantos riffs sensacionais, músicas extremamente bem feitas, passagens extraordinárias e marcações muito bem feitas, ele parece fazer digamos que o “feijão com arroz” nas músicas, sendo assim somente o básico para marcar somente o compasso da música e também as vezes dá pra notar algumas atrasadas e perdas de leve. As vezes por ser tão sem sal, nos dá uma leve impressão de ser uma bateria eletrônica.

Um ponto que eu particularmente gosto demais nesse grande trabalho é o fato de a maioria das músicas serem grandes, acho isso fantástico porque nos dá um deleite a mais ao ouvir, isso também é um ponto que acho fenomenal no Hellish War, os caras gostam de fazer músicas grandes e sou um grande fã de bandas que fazem isso. E pra finalizar, deixei o detalhe mais importante para citar agora no final dessa resenha pois, é um detalhe totalmente descomunal, no meio da faixa “Memories Of Metal” aparecem uns backing vocals ao fundo, e esses vocais nada mais nada menos são do grandioso mestre “Kim Bendix Petersen” vulgo “King Diamond”, sensacional!

 Defender Of Metal sem nenhuma sombra de dúvidas é um grandioso e magnifico álbum e também um dos álbuns mais valiosos, importante e histórico do  cenário underground brasileiro. Se você quer saber e ouvir um  álbum de Heavy Metal Tradicional ele se chama “Defender Of Metal”! STAY HEAVY!

(Formação de 2001 que gravou o Defender Of Metal)

- Vulcano – Guitarra

- Daniel Job – Guitarra

- Roger Hammer – Vocal

- Jayr Costa – Bateria

- Gustavo Gostautas – Baixo

Obs: Hoje a banda se encontra como um quinteto e tem a seguinte formação:

- Vulcano – Guitarra

- Daniel Job – Guitarra

- Bil Martins – Vocal

- Daniel Person – Bateria

- JR – Baixo

 

Defender Of Metal  - Tracklist:

1 – Into The Battle

2 – Hellish War

3 – We Are Living For The Metal

4 – Defender Of Metal

5 – The Sign

6 – Gladiator

7 – Into The Valhalla

8 – Sacred Sword

9 – Memories Of Metal

10 – Feeling Of Warriors

11 – The Law Of The Blade

 

 

Mais Informações:

Facebook: https://www.facebook.com/hellishwar

Youtube: https://www.youtube.com/user/hellishwarofficial

Twitter: https://twitter.com/hellishwar

Soundcloud: https://soundcloud.com/hellishwar

Myspace: https://myspace.com/warhellishwar

Site Oficial: http://www.hellishwar.com.br/

Compartilhe

 

Outras Resenhas

Murder Worship
© 2009-2017 - Arrepio Produções - Patos de Minas - MG
FacebookTwitterFeed RSSE-mailYouTube