Arrepio Produções
iTSITES Tecnologia
FacebookTwitterYouTube

Resenhas

Barril de Pólvora : "Barril de Pólvora" (CD)

Segunda-feira | 21 de janeiro de 2019
por Romulo Carlos

Nacional - 2018

Disco Independente (8 Faixas)

 Quarteto formado em Belo Horizonte,Minas Gerais no ano de 2005. A Banda possui muitas características e qualidade musical,que vem acompanhado de uma produção impecável.

Os músicos: Flavio(vocal), Emerson(Guitarra),Saulo (Baixo) e Alexis (Bateria), conseguem traduzir neste primeiro disco completo da carreira (Full Length) toda uma época de ouro do nosso rock/metal indo ainda mais longe com um toque generoso do melhor blues das Américas. E não é exagero meu,nas próximas linhas vocês irão acompanhar como foi a audição deste discaço de 2018,mas só agora consegui ter em mãos.

Pois bem,nossa saga começa pela faixa de abertura,intitulada "Som do Trovão" é uma das faixas mais chiclete do disco.Com refrão bacana,muitos riffs e aquela pegada característica do Heavy metal Tradicional.

Encantado pela qualidade do som temos pela frente uma faixa voltada ao entrave de tudo que nós tentamos fazer. "Muito Papel pra Pouca Solução" é realidade Brasileira batendo á nossa porta,chamada Burocracia.(papel,carimbo,repartição...)

Passando para o blues temos a faixa "Inércia",seus riffs tocam no fundo da alma. "Tocando no Inferno" é bem acelerada e uma das faixas que imprimem o bom e velho rock and roll da banda,pegando carona tem a faixa "Loucuras,Sonhos e Delírios",uma brilhante e ousada fantasia mundana onde o personagem viaja entre cogumelos brilhantes,sifos,salamandras e ondinas,grande sacada!

Mais blues para acalmar nossos corações. Desta vez o refrão de "Blues da Saudade" se junta ao ótimo vocal de Flávio Drager.

Quem gosta de Hard Rock vai se apaixonar por essa música "Barril de Pólvora" começa bem devagar e vai acelerando e torna-se um Hino do Heavy Metal. Ouvi essa faixa várias vezes seguida e dou respaldo para uma cozinha muito bem equilibrada e o refrão é demais!

Videoclipe oficial “Barril de Pólvora”

https://www.youtube.com/watch?v=cezCjwgjElc

Fechando o disco,a oitava faixa mostra o lado mais técnico da banda com uma faixa instrumental "Tempestade",que mostra outra vertente da banda e faz com que nos tornemos ainda mais fãs desta banda incrível.

Quando se ouve a Barril de Pólvora,logicamente ela nos remete aos gloriosos anos 80,onde muitas bandas cantavam em português também.Caso de bandas como Salário Mínimo,Made In Brasil,Golpe de Estado,a Stress (que é considerada a primeira banda de Heavy do Brasil a cantar em Português,isso ainda no início da década de 1980),Abutres,Azul Limão,Kamikaze,entre outras. Ma,s mesmo o Heavy se tornando uma coisa internacional e todas as bandas indo para esse nicho, ainda assim, eu gosto do rock /metal cantado em Português.

O disco Homônimo foi gravado/mixado e masterizado em Belo Horizonte por Carlos Ziviani e Mateus Mendes, André Cabelo ( fez a mixagem e masterização) juntamente com o produtor Rodrigo Garcia. A capa feita pela Gath Comunicativa e a fotografia por Ênio Alves.

Disco altamente recomendado. Uma dica:

Ouça no volume mááaaaaximo!

Resultado de imagem para capa barril de polvora

 

Músicos:

FLÁVIO DRAGER (vocal),

EMERSON MARTINS (guitarras),

SAULO SANTOS (baixo)

 ALEXIS BOMFIM (bateria)

 

 

Track list:

01 – O Som do Trovão
02 – Muito Papel pra Pouca Solução
03 – Inércia
04 – Tocando no Inferno
05 – Loucuras, Sonhos e Delírios
06 – Blues da Saudade
07 - Barril de Pólvora
08 – Tempestade

 

Links Relacionados:

Site:www.barrildepolvora.com

Facebook: https://www.facebook.com/bandabarrildepolvora

Instagram: www.instagram.com/barrildepolvora

Assessoria de Imprensa: www.braunamusicpress.com

 

Compartilhe

 

Outras Resenhas

Murder Worship
© 2009-2018 - Arrepio Produções - Patos de Minas - MG
FacebookTwitterFeed RSSE-mailYouTube