Arrepio Produções
iTSITES Tecnologia
FacebookTwitterYouTube

Resenhas

Resenha - Machinage:" Slave Nation"

Sexta-feira | 6 de outubro de 2017
por Diego Vinhal Murray

Machinage : Slave Nation

(2016 – EBM Records/Digital)

Banda formada em 2007, sendo que a existência da banda já vem desde 2003 onde a mesma se chamava “Takeover” e em 2007 se oficializou o nome “Machinage”. Quarteto vindo diretamente da cidade de Jundiaí/Sp, cuja proposta se define em, peso, velocidade e melodia ou seja, aquele belíssimo Thrash Metal!

Em 2016, lançaram o seu segundo full oficial intitulado “Slave Nation”,gravado nos Estados Unido, produzido/mixado por Max Norman (Ozzy Osbourne e Megadeth), que porrada ficou esse material, uma pena que o mesmo foi lançado somente na plataforma digital!

Porrada, porrada e mais porrada, esse é a essência e a atmosfera desse material fudido e brutal. Ao ouvir o inicio de “Slave Nation”, faixa de abertura do álbum e titulo do mesmo, aos primeiros riffs de guitarra e batera juntos me lembrou um pouco o “Sepultura” ali na fase do Arise e Chaos A.D, mas depois a coisa vira aquele Thrashão foda, como se deve ser!

Ao ouvir todo o álbum, nota-se que os músicos são bem profissionais e sacam muito bem sobre fazer a sua proposta do inicio ao fim. Um material aqui que sem palavras em minha opinião, é difícil achar palavras para dizer diante de tanto som foda que nele está, as composições são faixas bem complexas e muito trampadas, com riffs de guitarra excepcionais e bastante trampados, sem falar no peso e nos solos que são muito bem feitos e encaixados de forma sensacional nas músicas. Quando falei que os caras fazem aquele Thrashão foda, não se deixe levar pelo Thrash Metal tradicional dos anos 80 e 90, pois, os caras misturam e muito bem ingredientes de toda essa época e também mais moderno, então, quando você percebe, vê que o conteúdo é impar e super rico em tudo. As bateras do álbum são uma porretada na cabeça de tão brutais e bem feitas que são.

O Machinage é mais uma daquelas  bandas que por se impor fazer um estilo  respeitado, tradicional e excelente dentro do metal, os caras usam bastante variações em seus riffs, tempos e levadas, coisa que acho genial e magnifico! Mostram que é uma banda que merece  total atenção e méritos pelo belo trampo que  fazem!

Gostei também dos vocais do álbum, são bem na linha Thrasher mesmo e se encaixou bem na banda e no álbum, as vezes lembra um pouco o Chuck Billy do Testament em algumas partes e linhagens de vocal. “Slave Nation” é um álbum muito bem feito, masterizado e produzido, gostei bastante da qualidade do material apesar de ser bem moderno, mas não é problema algum devido as composições extremamente boas.

Bom, mais uma banda com um potencial e um nível gigantesco que recomendo,é sempre prazeroso poder conhecer bandas novas e que nos deixam cada vez mais apaixonados com o cenário underground do Brasil!

 

Machinage é:

- Fábio Delibo – Guitarra e Vocal

- Renato Lorenccini – Guitarra

- Adriano Bauer – Baixo

- Ricardo Mingote – Bateria

 

 

 Tracklist:

1 – Slave Nation

2 – Follow Your Idols

3 – Destiny

4 – My Monster

5 – Spirit Of War

6 – Bring The Torment

7 – Voices

8 – Revolution

9 – Rage Of God

10 – Secrets Of Life

11 – Machine/Age Of Darkness

 

E-mail: [email protected]

Mais Informações:

Assessoria: http://www.metalmedia.com.br/machinage/index.php

Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCLk3NaNTnCJ2VUmrPL1R-YQ

Facebook: https://www.facebook.com/officialmachinage

Reverbnation: https://www.reverbnation.com/machinage

Blogspot: http://machinage.blogspot.com.br/

Compartilhe

 

Outras Resenhas

Murder Worship
© 2009-2017 - Arrepio Produções - Patos de Minas - MG
FacebookTwitterFeed RSSE-mailYouTube