• Facebook
  • Instagram
  • WhatsApp
  • Twitter
  • YouTube

Resenhas

Resenha - Quintessente:"Songs From Celestial Spheres"

Quarta-feira | 8 de novembro de 2017
por Diego Vinhal Murray

Resenha - Quintessente:

 

(2017 – Independente/Nacional)

 

Quinteto vindo diretamente do Rio De Janeiro/RJ e já com uma enorme bagagem na estrada,são mais de 10 anos de existência, a banda foi formada em 1994!

A banda investe em uma proposta bem complexa, misturando um pouco de algumas vertentes dentro do Metal como: Doom Gothic, Heavy Metal, Symphonic, Power e Melódico.

Em maio de 2017, mais de 10 anos de estrada, a banda lançou seu primeiro álbum intitulado “Songs From Celestial Spheres”.

Temos aqui uma banda e um álbum muito bem feito e um profissionalismo de  impressionar!

O estilo da banda que não é minha praia e não faz meu estilo hora nenhuma, mas reconheço o valor do trampo deles,que é magnificamente bem feito dentro da sua proposta e do estilo e da temática que eles abordam.

O álbum é constituído de composições totalmente trampadas, com passagens, harmonias e melodias fora do comum! . As músicas possuem  riffs de guitarra pesados e bastante ambientais em algumas partes, e também com umas frases bem marcantes. Os teclados são a chave principal do som do Quintessente com muitas passagens e harmonias fortes sempre preenchendo as músicas do álbum com precisão e deixando sempre uma ambiência e um clima totalmente galáctico em algumas partes, dando impressão que são aquelas bandas que tocam na via láctea (RS), enfim, os teclados são bastante eficientes e muito bem arranjados e encaixados. A banda flerta bastante também com as variações de vocais entre líricos masculinos, femininos e rasgados, lembrando bastante bandas como Epica, After Forever entre outras, ao mesmo tempo em que começam com vocais rasgados eles já encaixam passagens líricas com vocais masculinos e em alguns trechos de passagens eles colocam um lírico feminino. As baterias são muito bem feitas e principalmente muito bem gravadas. Feitas com bastante variações de tempo, viradas e com bastante pegada de Metal Melódico.

A banda me lembrou bastante artistas como Moonspell, algumas partes Borknagar da fase mais nova do álbum Quintessence pra frente, algumas pitadas de Paradise Lost, Lacuna Coil pelas junções dos dois vocais líricos ao mesmo tempo.Ao ouvir o álbum dá pra perceber claramente a grande influência que a banda tem nessas bandas que citei acima.

Gostei bastante da capa do trabalho da banda, é uma coisa bem Celestial Spheres, Física, Astronomia, uma capa que serviria perfeitamente para ser do Borknagar por se parecer bastante com a temática.

 O álbum merece aplausos pela qualidade e profissionalismo em que ele tem e é, extremamente bem gravado e produzido, enfim, uma banda que apesar de ter influências de grandes bandas, onde muitas delas eu gosto demais, não me cativou tanto, mas como citei mais acima, é uma banda  boa e muito profissional mesmo não sendo muito fã do tipo do som, reconheço que é uma banda magnifica!

Altamente recomendado principalmente para os fãs do gênero.

A imagem pode conter: 5 pessoas, pessoas em p

 

Quintessente é:

- Cristiano Dias – Guitarra

- André Carvalho – Vocal (Lirico e Rasgados)

- Cristina Müller – Teclados e Vocal Lirico

- Luiz Fernando de Paula – Baixo

- Leo Birigui – Bateria

 

Músicas:

1 – The Belief Of The Mind Slaves

2 – Delirium

3 – A Sort Of Reverie

4 – My Last Oath

5 – Essente

6 – Eyes Of Forgiveness

7 – L’Eternita Offerto

8 – Unleash Them

9 – Reflections Of Reason

10 – Matronae Gaia (Chapter II)

 

Contato: quintessente@quintessente.com

 

Mais Informações:

Facebook: https://www.facebook.com/quintessente/

Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCN9KN7hU0wgkkGiXV7nZzrw

Instagram: https://www.instagram.com/quintessente/

Soundcloud: https://soundcloud.com/quintessenteband

Twitter: https://twitter.com/quintessente

Assessoria: https://roadie-metal.com/press/quintessente/

Site Oficial: http://www.quintessente.com/